Mostrar mensagens com a etiqueta paz. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta paz. Mostrar todas as mensagens

domingo, outubro 11, 2015

Conheça Pedrogão Grande

Pedrógão Grande é uma vila portuguesa no Distrito de Leiria, região Centro e sub-região do Pinhal Interior Norte, com menos de 2 000 habitantes.

Face à investigação arqueológica desenvolvida no Concelho nas últimas décadas, sabemos hoje que o povoamento da região se terá processado no segundo milénio a.C. quando as primeiras comunidades humanas se estabeleceram na confluência da Ribeira de Pêra com o Zêzere, nos esporões do Penedo do Granada e de Nossa Senhora dos Milagres, ancestralmente conhecido por “Castelo Velho”.
    Também os romanos demandaram estas paragens. Datam do Século II d.C. a Estação Arqueológica Calvário/Devesa, em plena zona urbana de Pedrógão Grande, a unidade industrial de fabrico de materiais de construção (telhas) no Cabeço da Cotovia e, provavelmente, a Ponte Romana do Cabril (actualmente submersa pelas águas da Albufeira da Barragem da Bouçã).
    As invasões bárbaras iriam provocar a deslocação da população do Calvário/Devesa para a área do Penedo (Centro Histórico de Pedrógão Grande), ao redor do qual a Vila vai crescer, ao ponto de aparecer referenciada nos inícios do Século XII como centro de um vasto território, abrangendo os actuais territórios dos Concelhos de Pedrógão Grande, Castanheira de Pêra e Figueiró dos Vinhos.
     Diversas construções, das quais destacamos: Igreja da Misericórdia (1470), Púlpito da Igreja Matriz e Sacristia (1537-1539), Torre Sineira da Igreja Matriz (1553), Retábulo da Matriz de João de Ruão (1554), reconstrução e ampliação do Convento de Nossa Senhora da Luz (1560), Pelourinho (Séc.XVI), execução do Retábulo da Igreja da Misericórdia (1606), construção da Ponte Filipina do Cabril (1607-1610) e da Ponte de Pêra (1621).
    Na actualidade, Pedrógão Grande continua a desenvolver-se e a crescer em torno do seu Centro Histórico. A par da preservação dos becos e ruelas características do período medieval rasgam-se novas ruas e avenidas capazes de dar resposta ao mercado habitacional e comercial em constante crescimento. 
      "Preservar o passado com os olhos no futuro é, sem dúvida, o lema desta terra de lendas e de fadas de trabalho e de paz."

Fonte:www.cm-pedrogaogrande.pt


segunda-feira, setembro 28, 2015

Peniche - Um capricho da Mãe Natureza



A cidade de Peniche, a mais ocidental da Europa Continental, está implantada numa península (primitivamente uma ilha), com cerca de dez quilómetros de perímetro, criada por um tômbolo.
O povoado foi construído numa área rochosa considerada por cientistas como única a nível mundial enquanto exemplo da transição do período Triássico, aquando da extinção do Jurássico Inferior. Essa área engloba a orla costeira desde a Papôa ao Cabo Carvoeiro. Essa particularidade marca inequivocamente a grande importância do património geológico de Peniche.
Tem praias extensas ao norte e ao sul da península. A praia norte prolonga-se, ultrapassando o Baleal, a uns três quilómetros, numa extensão de cerca de nove quilómetros até à Foz do Arelho. O ponto mais ocidental da Península de Peniche é o Cabo Carvoeiro.
A oeste do Cabo Carvoeiro, para lá das seis milhas, situa-se o arquipélago das Berlengas. Este arquipélago é hoje uma reserva natural onde se encontram espécies raras de flora, aves e peixes.

Vá conhecer Peniche! Eu adorei!

Fonte: Wikipédia

Descubra a Ilha do Corvo - Açores

Ilha do Corvo A  ilha do Corvo  é a menor das ilhas do Arquipélago dos  Açores , localizando-se no Grupo Ocidental, sobre a  Placa Nor...