domingo, agosto 30, 2015

Primavera em São Pedro do Sul





Nosso passeio começa em direção a São Pedro do Sul, distante de Coimbra a 100 kms pela rodovia IP3 sem portagens, e começamos avistando a área urbana,



S. Pedro do Sul é uma cidade beirã que se situa em pleno vale de Lafões, emoldurada pelos maciços das serras da Arada, Gralheira e S. Macário.



Centro histórico



O concelho foi criado em 1836 pela divisão do antigo concelho de Lafões, do qual era uma das suas sedes, juntamente com Vouzela.



A Igreja de Santo António, em São Pedro do Sul, é um belo exemplar da arquitectura sacra da região. Propriedade da Misericórdia local e implantada em local privilegiado da Vila, junto ao Palácio Reriz, tem uma atractiva fachada de rico estilo barroco português.



No interior destaque para os retábulos de estilo rococó de talha dourada e policromada. A fachada principal encontra-se revestida de azulejos.



Rodeadas de belos jardins, ao findar o inverno, depois do frio, e das folhas amareladas caídas no chão,
Primavera...



a natureza se prepara para iniciar uma linda estação.



tem seu toque especial com ruas e jardins todos floridos...



S. Pedro do Sul, o canteiro mais florido de Lafões.



Igreja Matriz de São Pedro do Sul



Templo de arquitectura barroca do século XVIII.



Ruas estreitas dão um ar especial ao local.



contém em si as paisagens infinitas que os nossos olhos podem ver;



povoadas de mil cores e cheiros que as muitas árvores e flores deixam no ar...



Azaleias maravilhosas!




Para falar da Gastronomia temos A Vitela Assada, é o prato mais famoso, dada a qualidade da carne e a mestria dos temperos.



Mas o Cabrito à Lafões (cabrito assado no forno de lenha), os Rojões à moda de S. Pedro, o Arroz de Vinha d’Alhos, o de Carqueja,



o Bacalhau com Broa e a Sopa de Feijão com Couve à Lafonense são pratos muito apreciados.



Os enchidos recomendam-se e, quanto aos doces, a variedade é tanta que o difícil é mesmo escolher.



Mesmo assim, vale a pena provar o delicioso Pão de Ló de Sul, o Folar da zona, os Caladinhos e os Vouguinhas.



Parafraseando um verso do “ Hino de Lafões”, não há maior verdade dizermos que:



” Lafões é um jardim e não há no mundo um lugar assim”.



de cima das verdes ramagens vê harmoniosas melodias com que os rouxinóis nos saúdam



e a fome e a sede podem ser mortas com sabores da terra.
Pois o turismo de Montanha está a ganhar cada vez mais adeptos,



e com as do concelho de S. Pedro do Sul vale bem a pena!



Com suas aldeias escondidas nos vales e montanhas aliadas ao magnífico pôr e raiar do sol,



dos quais se pode desfrutar, constituem um pedaço do mundo que serve de refúgio aos Deuses da inspiração.

Você vai adorar São Pedro do Sul!


Fonte: www.cm-spsul.pt

domingo, agosto 23, 2015

Cabo da Roca o ponto mais ocidental da Europa continental.



O Cabo da Roca é o ponto mais ocidental de Portugal e também da Europa Continental, sendo também o ponto da Europa Continental mais próximo aos Estados Unidos.



Situa-se na freguesia de Colares, concelho de Sintra e distrito de Lisboa. O local é visitável, não até ao extremo mas até uma zona à altitude de 140 m.



O cabo forma o extremo ocidental da Serra de Sintra.



Está inserido no Parque Natural de Sintra-Cascais, é um  lugar maravilhoso,



numa zona de fáceis acessos e de grande afluência turística, sendo muitas as pessoas que o visitam.



Na zona existe um farol e uma loja turística.



O Farol mais ocidental do Continente Europeu, foi mandado edificar pelo Alvará pombalino de 1 de Fevereiro de 1758.



Entrou em funcionamento em 1772 e sofreu grandes alterações no ano de 1843.



Torre quadrangular de alvenaria, forrada a azulejos brancos e edifícios anexos. Lanterna e varandim, vermelhos.



Vemos a Pedra da Ursa, que é motivo de lendas e histórias.
Deve o seu nome à pedra enorme em forma de ursa, lado a lado com outra formação rochosa de nome Gigante



Ao lado a Praia do mesmo nome, Ursa, a descida até à praia é longa e um pouco difícil, mas compensa pela beleza natural deslumbrante e selvagem da «Ursa».



Brisa fresca  e paisagens admiráveis



Uma pedra em forma de banco entre as flores silvestres, descanso...



Do lado oposto, vemos ao longe a Praia do Guincho,  praia de surfistas...



Barcos levam  apanhadores de mariscos, que ficam entre as ilhotas



um pouco arriscado,



ou muito arriscado...



Luís Vaz de Camões descreveu-o como o local



“Onde a terra se acaba e o mar começa” (in Os Lusíadas, Canto III).



Uma parada aqui para uma visão completa e sentimos o verdadeiro valor de toda  essa maravilhosa Natureza!



A sua flora é diversa e, em muitos casos, tem espécies únicas.

Este passeio vale cada minuto ! Simplesmente adorável!

Fonte:Wikipédia








quinta-feira, agosto 20, 2015

Serra da Atalhada - Moinhos de Vento



Por entre serras e vales onde corre o Mondego,



subsistem antigos moinhos de vento,



estes estão no núcleo da serra da Atalhada.



Saímos de Coimbra cedo,nosso destino era a Serra da Atalhada em Penacova, apenas apenas a 37 quilometros,



A recuperação dos moinhos é um dos grandes objectivos da autarquia de Penacova que neste momento, está em curso muitas obras de recuperação.



Estão a decorrer outras obras na Serra da Atalhada, onde os moinhos, estão a ser recuperados com o objectivo de servirem depois de alojamento, numa clara aposta no turismo rural.



Estes moinhos em outros tempos com as forças do vento serviram para moagem de cereais.



De uma beleza ímpar envolto numa magnifica região



Em breve uma nova utilidade no segmento turístico,



Logo estarão todos prontos para receber turistas...



Nesta época mais uma vez a Serra da Atalhada foi fustigada por um grande incêndio, e acreditamos que o complexo esteja fechado.



Esperamos que no futuro resolvam estas dificuldades e tudo volte a funcionar nesta magnifica região.



Dentro deste complexo existe em reforma um grande restaurante e espigueiros relembrando a época passada



Ao fundo nesta paisagem vemos a Serra da Estrela ainda coberta de neve.



na volta paramos em um excelente restaurante onde a especialidade é frango na Brasa

Em duas opções: normal ou picante: Delicioso!

Viaje, fotografe,Viva feliz!


Descubra o Distrito de Santarém

Distrito de Santarém O  distrito de Santarém é formado por 21  municípios e 141 freguesias.  Abrantes, Alcanena, Almeirim, Alpiarça...