sábado, julho 25, 2015

Vila Nova de Poiares


A nível histórico, as origens de Poiares remontam à pré-história, dados que se verificam pelos vestígios de um Dólmen (Serra de São Pedro Dias),




da influência Romana (Ponte Romana no lugar de “Murcella” – actualmente Mucela) e Muçulmana (Lendas e Topónimos de que são exemplo,



Moura Morta, a Toca da Moura ou as Mouras Encantadas). 





O Concelho nasceu em 1836, tendo sido suprimido por duas vezes e restaurado definitivamente a 13 de janeiro de 1898, data em que se comemora o Feriado Municipal, tendo posteriormente sido elevado à categoria de Vila em 1905.



Igreja Matriz de Poiares (Santo André) 




Exteriormente possuí uma torre sineira com a data de 1744 onde se encontra incrustado um bonito relógio de sol. 




No interior possuí vários altares e retábulos de grande beleza. 





Salientamos o altar principal que terá sido trazido de um templo de Lisboa, pertença do século XVII, assim como diversas peças de estatuária.





Este Templo junto com o Jardim Municipal e os Paços do Concelho criam o "coração" da Vila Sede do Concelho de Vila Nova de Poiares, o seu "Centro Histórico". 



Jardins sossegados,


Limpos,


fazem descansar  corpo e alma,


em breve, a primavera chegará e tudo será colorido...


Uma visita que vai deixar você descansado!

Fonte: Vila Nova de Poiares - Câmara Municipal

Praia Fluvial da Louçainha


Estivemos aqui em Fevereiro de 2015, época não balnear, mas entretanto é possível perceber a beleza do local.


Um local maravilhoso com muita Natureza,todo arborizado,com grande extensão de água, 


onde se pode tomar banho na bem cuidada praia fluvial, andar pelo  percurso pedonal e  relvado ao redor


com espaço próprio para leitura - fluvioteca e 


com restaurante e

boa esplanada. 


 A frescura, o verde da serra, a calma e a paz deste local, 


fazem da Praia Fluvial da Louçainha, um dos locais naturais mais aprazíveis do Concelho de Penela.


Escondido na serra do Espinhal, o espaço balnear tem quase lotação esgotada nos meses de verão.

A qualidade das águas, os excelentes equipamentos fluviais e a preocupação ambiental têm-lhe valido a atribuição regular da Bandeira Azul.

 Bandeira Azul (sexta vez em 2015), que exibe a par da bandeira de Praia Acessível.

Excepto na zona reservada às crianças, a profundidade da área balnear, que na parte da prancha de mergulho ultrapassa os três metros,

 

transforma-se no lugar ideal para a natação.
 

Aproveite  a viagem e faça uma visita às várias aldeias que povoam a serra, 


Com destaque para a Aldeia do Xisto de Ferraria de São João, e aprecie a magnífica paisagem da zona envolvente.
De regresso, não deixe de fazer uma visita a Penela, suba ao castelo pelas ruas estreitas e bem conservadas e reviva memórias ancestrais do início da nacionalidade.


Fonte:Aldeias de Xisto
             Câmara Municipal de Penela

terça-feira, julho 14, 2015

Pedra da Ferida - Simplesmente fascinante!


Saímos de Coimbra em busca de um recanto conhecido como Pedra da Ferida,



este local está distante  apenas 32 kms e fica em Espinhal, uma freguesia  do concelho de Penela



Essa freguesia ocupou um lugar de destaque  na História de Portugal, principalmente devido à importância da estrada que por ali passava fazendo a ligação norte-sul.



Em nosso percurso até Pedra da Ferida encontramos  alguns animais pela estrada de terra batida



logo após sairmos da Freguesia.



Em poucos minutos chegamos ao local, onde deixamos o nosso meio de transporte, e  dai em diante só a pé com uma extensão de cerca de seis quilómetros, entre  ida e volta.



Estamos na  Serra do Espinhal, «um dos locais mais agradáveis do concelho de Penela», 



 planeado para não tirar as características próprias da natureza, mas oferecer segurança para visitantes



Logo no inicio vemos  um parque de merendas.



O caminho  nesta época do ano é um pouco escorregadio devido a humidade do local



Entre muito verde e águas transparentes da Ribeira da Azenha,como é  conhecida.



Durante todo o percurso escutamos o barulho da água e pássaros a cantar.



A Câmara de Penela, com o apoio do programa Agris, realizou operações de limpeza da



vegetação, do curso de água, dos trilhos pedestres e dos moinhos de água, requalificando o espaço. 



São algumas centenas de metros ao longo das margens da ribeira, 



que nos dão um prazer imenso em saber e sentir que ainda existem locais assim,



quase intocáveis pela mão humana e  melhorados para serem  acessíveis e podermos



descontrair e relaxar diante dessas paisagens que são verdadeiras



obras de arte criadas pela natureza.



O percurso termina numa cascata com cerca de 25 metros de altura.


É a  Cascata da Pedra da Ferida.



No fim do percurso pode se ver habitações com muito verde em toda a volta.



Aqui vemos um sobreiro secular  indicando que o  percurso está próximo,



Uma capelinha próxima ao sobreiro



E mais um momento de descontracção admirando a paisagem da Serra do Espinhal


Até a próxima...

Espero que tenham gostado desta caminhada!

Descubra a Ilha Terceira

Ilha Terceira A Terceira é uma das nove ilhas dos Açores, integrante do chamado "Grupo Central". Primitivamente denominada co...